COMPLIANCE

PROGRAMA DE INTEGRIDADE – MEDIDA FUNDAMENTAL PARA SEU NEGÓCIO

 

Integridade é o ato de agir de maneira correta, íntegra, honesta e contrária à corrupção.

A integridade agrega valor às pessoas e também aos negócios, isso porque clientes ao escolher entre fornecedores sempre optarão por aqueles de reputação íntegra.

Além da integridade reputacional da empresa, há mecanismos de demonstração dessa integridade a terceiros, parceiros, funcionários e clientes, por meio da criação de um programa de integridade.

É na necessidade de criação desse programa de integridade que o Compliance entra na vida da empresa, seja ela grande, média ou pequena.

O termo Compliance vem do verbo em inglês “to comply with”, ou seja, se adequar.

A primeira questão que surge é: se adequar ao que? A resposta é simples: às normas internas que deverão nortear a atuação da empresa e às normas externas a que a empresa está sujeita.

O Compliance, ao contrário do que muitos pensam, vai muito além da prevenção anticorrupção, a qual é uma importante vertente dele, mas não a única. Ele visa prevenir e evitar toda e qualquer fraude ou conduta inadequada no âmbito da empresa, o que aumenta a credibilidade, a eficiência e, consequentemente, os resultados.

Ao mesmo tempo em que busca prevenir, também atua detectando riscos, analisando casos concretos e aplicando sanções às condutas indevidas, o que estimula um círculo virtuoso no negócio que agrega cada vez mais valor a ele.

Surge então a segunda questão: a criação de um programa de Compliance é útil à minha empresa mesmo ela sendo pequena? A resposta para essa questão é: sim!

Além dos pontos positivos elencados acima, há uma crescente preocupação com a atuação íntegra no âmbito empresarial, seja por parte da sociedade ou do mercado, como exemplo dessa preocupação o BNDES exige, desde 2014, comprovação de programas de integridade para empresas de qualquer porte que desejem exportar produtos e o movimento nesse sentido indica que em um futuro bastante próximo bancos estatais e privados também irão condicionar a disponibilização de linhas de crédito a essa exigência.

Adequar-se é atitude a ser tomada agora para que se evite problemas e impedimentos futuros.

Além disso, criar um Programa de Integridade ou Compliance, aumentará o conhecimento sobre o negócio e o mercado em que atua, o que possibilitará uma melhor aplicação dos recursos financeiros.

O tema integridade deve ser trazido para dentro da empresa, deve-se demonstrar aos parceiros e colaboradores a preocupação e o comprometimento com o assunto, criando Políticas e Procedimentos nesse âmbito e, acima de tudo, atuando com retidão, dando o exemplo da forma de atuação desejada.

Nós do Consultivo Online acreditamos que a integridade que desejamos ver na sociedade deve partir dos menores núcleos e a partir deles se expandir, num movimento contínuo de comprometimento com condutas éticas.

 

Por: Beatriz Maia Lopes Police